Planejamento estratégico abre portas para empresas de panificação

Num mercado cada vez mais profissional, empresas necessitam desenvolver estratégias para alcançar o sucesso comercial

18/10/2016

por Igor Marques

A economia brasileira passa por um momento turbulento com consequências diretas para o mercado de panificação. Em 2015 as empresas registraram um crescimento de 2,7%, a menor taxa dos últimos nove anos, segundo levantamento realizado pelo Instituto Tecnológico de Panificação e Confeitaria (ITPC) em parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (ABIP). Nesse novo contexto da indústria, o planejamento ganha ainda mais importância para quem deseja entrar no mercado, anexar novos serviços ou ampliar sua atuação.

 

“O mercado de alimentação e panificação está cada vez mais competitivo e profissional. As empresas têm passado por mudanças procurando se adequar ao momento e encontrar novas possibilidades de crescimento. Porém, arriscar pode ser complicado. Planejar e pensar em estratégias se mostra fundamental para quem deseja ampliar sua atuação no segmento”, destaca o diretor técnico do ITPC, Emerson Amaral.

 

O especialista destaca que é preciso estar atento a determinados pontos para que qualquer novidade possa ser executada com sucesso. Para quem deseja incrementar o seu mix de produtos e serviços é preciso considerar a relação entre a atual estrutura física e humana do negócio, o perfil do público que frequenta a empresa e o impacto do aumento da mudança nos custos e no faturamento.

 

A Padaria Império dos Pães, localizada em Teresópolis, na região serrana do estado do Rio de Janeiro, é um exemplo disso. No último ano, a empresa passou por uma fase de transição com a ampliação da sua estrutura física, promovendo a renovação do layout do espaço da loja, da produção e dos serviços. Antes disso, houve também a atualização da gestão administrativa e financeira que dão base para a mudança estrutural da empresa.

 

“A busca por inovação é algo que aconteceu após perceber necessidades de melhorar os processos. Eu acho que investir e procurar soluções são questões de sobrevivência. Se aperfeiçoar o tempo inteiro é uma coisa que deve acontecer sempre. Quem quiser se manter no mercado tem que fazer um bom dever de casa. Quem não fizer um trabalho para melhorar a sua gestão vai perder mercado”, afirmou o sócio-gerente da empresa Pedro José.

 

Para quem deseja abrir uma nova loja, o planejamento é uma etapa igualmente importante. Neste estágio é preciso levantar ainda mais informações para alcançar o sucesso comercial. A Padaria Mercatto atualmente se prepara para abrir uma segunda unidade em Natal, capital do Rio Grande do Norte. O processo de estruturação e organização do novo ponto acontece há mais de um ano, segundo o proprietário da empresa, Adelino Marinho. “Estávamos à procura de uma oportunidade e interessados em abrir uma nova loja. Esse projeto demorou mais de um ano. Adaptar a nova loja necessitou reestudar o negócio e entender ainda mais o público alvo”, analisa.

 

Para a abertura da primeira unidade da Padaria Mercatto, a empresa também realizou um amplo planejamento. Para conhecer melhor o mercado e as melhores práticas em panificação, Marinho viajou o Brasil para conhecer algumas empresas e seu funcionamento. Ainda antes de inaugurar a loja, foi desenvolvido um projeto para a definição de metodologias para o funcionamento da loja nos setores de produção, atendimento, administrativo e financeiro. Também foi realizado um amplo planejamento de marketing, visando posicionar o negócio junto a seus consumidores e ganhar destaque na região. Para o proprietário, este trabalho foi essencial para o crescimento da empresa. “Nós abrimos uma primeira loja em 2012 e essa loja já completou 4 anos. A abertura da primeira loja contou com equipe de consultoria. Fizeram todo um trabalho para abertura. Todo essa preparação e treinamento foi fundamental para o sucesso do negócio e toda a experiência foi fundamental”, destaca.