Panificadoras aumentam faturamento após adesão ao Propan

Subsidiada em 80% pelo Sebrae, a ação oferece consultoria especializada em setores como produção, gestão de pessoas e marketing

por Luciane Souza (Agência Sebrae)

17/11/2015

Há três anos no mercado de panificação, no município de São Desidério, Oeste da Bahia, a empresária Neuzelita Muniz decidiu que era hora de inovar o empreendimento JC Panificadora. Em julho desse ano, resolveu participar do Programa de Desenvolvimento da Alimentação, Confeitaria e Panificação (Propan Pleno), onde recebeu consultorias especializadas em setores como produção, gestão de pessoas e marketing.


Neuzelita percebeu que o movimento em seu estabelecimento aumentou após algumas mudanças na empresa, orientadas pelos consultores da iniciativa, que durou quatro meses. “Mais do que elogios, os clientes estão comparecendo. E tudo melhorou após pintar a padaria, mudar móveis de lugar, colocar novas prateleiras e passar a utilizar a comanda para maior controle de vendas de produtos, dentre outras mudanças”, destaca a empresária. Prova disso é que, apesar do momento econômico do país, na panificadora foi percebido um aumento nas vendas, que deve permanecer em alta.


A empresária Stela Maris, proprietária da Panificadora Italiana, também participou do Propan Pleno. “Já podemos notar uma diferença em nosso caixa de 20% em incremento. Com isso podemos dar andamento a novos projetos”, conta ela, que está há 21 anos no mercado, em Barreiras.


Participaram também da ação as padarias Belo Pão, Pão Caseiro, Delícia, Delícia 2 e Esquina do Pão, de Barreiras.


O programa visa melhoria na qualidade dos produtos, redução dos custos e dos desperdícios, satisfação dos clientes e aumento de produtividade, como destaca o gerente regional do Sebrae Barreiras, Emerson Cardoso. “Cada empresa constrói seu plano de ação com orientação dos nossos consultores e, no final, pudemos avaliar que os resultados financeiros e tecnológicos foram satisfatórios”, ressalta.


Segundo o consultor do Instituto Tecnológico de Processos e Competitividade (ITPC), Thiago Marçal, o programa traz resultados positivos para os empresários, desde a área de gestão até o aumento na produtividade e vendas. “Em Barreiras, especificamente, todos os sete participantes da turma que formamos em novembro comprovaram um crescimento nas vendas. É o atestado de que os quatro meses de programa valem muito à pena”, diz.