Padarias de Macapá e Santana recebem consultoria para correção do pão francês

A consultoria de correção no pão tipo francês segue as normas da ABNT NBR 16170 – Qualidade do pão tipo francês, para o melhoramento do produto

Caio Coutinho (Chico Terra)

19/11/2015

A consultoria de correção do pão tipo francês, ocorre no período de 26 a 30 de novembro, em 11 panificadoras de Macapá e Santana, segue a diretriz da Associação Brasileira de Normas e Técnicas – ABNT NBR 16170. A equipe de consultoria avalia o produto no local de produção para aperfeiçoar a qualidade do pão que produzem e ainda reduzir perdas e desperdícios no processo. O trabalho faz parte do Projeto Panificação Profissional de Macapá e Santana desenvolvido pelo Sebrae e parceiros e atende os empresários do setor.

 

Segundo a gestora do projeto, Rosimar Monteiro, a venda do pão tipo francês corresponde a 23% de todo lucro bruto de uma padaria, nenhum outro produto tem participação tão grande no faturamento. “O pão tipo francês é, sem duvida, o principal gerador do fluxo de clientes, é o grande responsável pelas pessoas irem à padaria todos os dias, portanto nada mais justo que melhorar a qualidade deste produto, aceito nas mesas de toda classe social”, disse a gestora do Projeto Panificação Profissional de Macapá e Santana, Rosimar Monteiro.

 

Aperfeiçoamento

As diretrizes para avaliação da qualidade e classificação trouxeram para o segmento de panificação e confeitaria a oportunidade de melhorar a qualidade do pão tipo francês, fabricado no país, a partir da avaliação das características externas, internas e sensoriais do produto, como crosta, aparência, miolo e sabor.