Sebrae promove parcerias com novos segmentos

05/03/2012

 

Entre as novidades estão projetos para gráficas, serralherias e cooperativas recicladoras

 

O Sebrae no Distrito Federal iniciou 2012 com muitos planos para promover a competitividade de micro e pequenas empresas e de empreendedores individuais, por meio de novas iniciativas. “Realizaremos vários eventos de sensibilização dos empresários de segmentos que ainda não eram atendidos pelo Sebrae no Distrito Federal”, explica a gerente da Unidade de Atendimento Coletivo de Indústria, Lucimar Santos. Entre as novidades está o projeto de Petróleo e Gás, que tem como objetivo capacitar os revendedores e melhorar a qualidade dos serviços prestados no mercado.


Outra iniciativa inédita fica por conta do projeto Indústria da Transformação, que irá atender gráficas, serralherias e cooperativas recicladoras. De acordo com o gestor Leandro Retzlaff, o trabalho contará com apoio dos sindicatos para sensibilizar os empresários do setor. “Em nosso cronograma para os serralheiros, por exemplo, elaboramos palestras em Taguatinga, que é onde há a maior concentração desses profissionais no Distrito Federal”, explica. O projeto terá duração de quatro anos. Entre as metas está a redução do desperdício desses empreendimentos em 6% ao ano e o aumento do número de clientes atendidos em 5% ao ano.

De olho nas oportunidades geradas com a realização da Copa do Mundo no Brasil, o projeto Indústria Sebrae 2014 irá priorizar o desenvolvimento de três segmentos: vestuário, construção civil e madeira e móveis. Por meio de capacitação e consultorias, os empreendedores envolvidos nesses segmentos terão mais chances de lucrar com o megaevento esportivo. Entre os objetivos das ações está aumentar a competitividade e sustentabilidade das empresas antes, durante e depois da realização do evento, com foco na geração de negócios.


Na indústria de vestuário, por exemplo, serão promovidos encontros entre as costureiras e empresários de moda que precisam de mão de obra para o desenvolvimento de suas coleções. Além disso, as Rodadas de Negócios promoverão o encontro dos empreendedores individuais e micro e pequenas empresas com potenciais compradores, incluindo o Governo, nas Rodadas Fomenta. Como resultado final das ações deste projeto, espera-se aumentar em 5% o índice de competitividade das empresas até dezembro de 2015.


Os projetos da indústria de alimentação também serão realizados em quatro anos. Para o gestor Thiago Soares, o objetivo é incluir nos projetos do Sebrae no Distrito Federal outros produtos do segmento – como tortas, bolos e comidas prontas, para que alcancem competitividade e sustentabilidade nos negócios, além de inovação. “Com a ajuda de parceiros, como Siab, ITPC e Sebrae Nacional, pretendemos atender 320 empresários por ano”, planeja.

 

 

Fonte: Site Pequenas empresas grandes negócios